27/09/2012

Já não somos amigas

e todos se espantam, não acreditam, perguntam como é possível e como estou.
Mas eu estou bem, estou mesmo. E não, não me fazes falta, porque és outra pessoa, uma pessoa que não me desperta interessa, com a qual não me identifico. Se sinto falta do antigamente? Sim. Se te adorava incondicionalmente, como eras, antes? Sim. Se me arrependo e estou triste? Não. As pessoas crescem, mudam e tu mais do que isso, tornaste-te noutra pessoa. É isso.

1 comentário:

Plim disse...

Ai caramba este post foi forte.
Näo sei que diga. Mas há males que às vezesmais vale cortar pela raiz e ponto.
Também nunca sabemos se as nossas decisöes oi caminhos aue decidimos tomar säo os mais correctos. Um dia mais tarde talvez irás conseguir ver com "melhores olhos" se fizeste bem em seguir outro caminho (ainda que seja o teu próprio caminho) ou se devias.ter corrido atrás.
Enfim...vida!