23/02/2013

Dia vinte e três // Pergunta 48 - És boa a dar conselhos amorosos a outras pessoas?


Modéstia à parte, sempre me considerei boa ouvinte e boa conselheira. Acho que isso acontece porque consigo facilmente distanciar-me das situações e olhar para elas imparcialmente, como alguém de fora, e a racionalidade sempre, ou quase sempre, foi uma das minhas virtudes. Claro que isto só acontece quando os conselhos são para os outros e não para mim. É muito mais difícil distanciarmo-nos e pensarmos com racionalidade quando os problemas têm directamente a ver connosco.
E vocês também são assim?




3 comentários:

Hibiscus disse...

Eu sou assim :)

Plim disse...

Nunca me procuraram para pedir conselhos, apesar de já os ter dado como é óbvio. E também tenho muita dificuldade em ser parcial, apesar de por as mulheres num patamar mais elevado do que os homens. Mas também amigos homens :p

Maria disse...

Eu também sou boa ouvinte; agora não sei é se sou ou não boa conselheira. Consigo-me manter-me imparcial não maioria dos casos, o que até nem é muito mau.