30/03/2011

"É o amor e não o tempo que cura todas as feridas.
Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si e levam um pouco de nós."



"É o amor e não o tempo que cura todas a feridas", e estou agora a aprender isso, aos poucos, quando menos esperava. As pessoas não são substituíveis, pelo menos algumas, mas ainda bem que este novo ele apareceu na minha vida. Esta nova amizade só me tem trazido emoções e momentos agradáveis e boas perspectivas para um 'futuro', ainda que sem planos, decidi que os planos só atrapalham.

3 comentários:

Rita disse...

Às vezes é bom deixarmos-nos ir ao sabor do vento

mariana f. disse...

sê feliz!

Tânia Gil disse...

Estou a fazer por isso meninas (: obrigada