09/03/2012

Ontem foi dia de orgulho e emoção

Confesso que não estava com grande vontade para passar o dia na gritaria que são as praxes, aquele enche e volta a encher que já não vivia há uns tempos (e os meus braços agradeciam), mas isso depressa me passou, assim que começamos. É verdade, eu gosto das praxes, o que fazer?
Andava a pensar no quão mau seria ter de ir para dentro da enorme fonte de Belém (em frente ao CCB, sim essa mesmo, de água verde verdinha, um gosto), mas foi coisa que também me passou, foi só subir para cima do parapeito da fonte enquanto ouvia doutoras e veteranas falarem acerca da importância, simbologia e orgulho daquele momento, demos todos as mão e saltámos para dentre da fonte, com todo o gosto e orgulho.
Foi um bom dia, muito bom mesmo, quem se nega a este tipo de actividade e momentos não sabe o que perde. Isto é a vida de um universitário e, consta que são os melhores anos da nossa vida.
Como não poderia ser tudo isto acabou numa grande noite para celebrar o facto de já não sermos Reles Bichos, mas sim Caloiros. E que noite minha gente.

2 comentários:

Lady C disse...

Nos poucos dias que estive na FAL, fui logo baptizada, nessa mesma fonte. Mas não tivemos que nos atirar lá para dentro, foi só deitar no parapeito e pôr água na cabecinha e chegou! Eu gostei, principalmente da parte dos veteranos estarem todos lá em cima a cantar para nós :)

Agora no Técnico é que ainda tenho que arranjar padrinhos, quero trajar!

Tânia Gil disse...

Pois no ISCSP atrasam-se sempre com os baptismos, na maioria das faculdades eles são feitos logo no inicio, naquela semana de praxes, mas pronto. Nós tivemos de ir mesmo lá para dentro, os que concordaram em ir, claro, ninguém foi obrigado ou contrariado, mas foi muito bom, eles a cantar e a dizer que somos o orgulho do curso.. enfim sabe bem toda aquela simbologia do momento :)