08/09/2012

Os primeiros emblemas

Durante o meu ainda curto percurso universitário muitos têm sido os momentos de orgulho, os momentos de carga simbólica, os momentos que me deixam de lágrima no olho (sendo eu de choro demasiado fácil como sou). Esta é uma fase da minha vida a que dou muita importância. São as experiências novas, as pessoas que conheci, os laços que criei... Dou realmente importância a estas coisas por isso estou tão babada com os meus primeiros emblemas. O traje é um dos mais importantes símbolos deste meu percurso tão especial, lembro-me da primeira vez que o vestimos, de como nos sentimos, do orgulho desse dia, da emoção do traçar da capa. E agora os primeiros emblemas, tão lindos. 

Estes são os meus preferidos, oferecidos por ele.
Um é de cariz mais amoroso e o outro, o que eu mais gosto, foi feito para ajudar as crianças da Casa do Gil.
Quando era pequena alguns colegas "gozavam-me" por me chamar Tânia Gil, o boneco da Expo98, mas eu nunca me importei, pelo contrário, adoro o meu nome, sempre tive muito orgulho nele (é uma coisa de família) e sempre adorei o boneco Gil, tinha imensas coisas dele. Quando vi este emblema adorei-o logo, um boneco do Gil e ainda por cima ajuda uma instituição tão importante. Ele não exitou em oferecer-mo. 

2 comentários:

Carolina disse...

São muito giros e a melhor parte é o significado :)

Raquel Pereira Painço disse...

Esses dois são engraçados :p