15/11/2012

O meu dia

Parecia que nunca mais acabava.
Por causa da greve de ontem, hoje tive que repôr duas aulas, o que me fez ficar na faculdade das oito da manhã às quatro e meia da tarde, o que já por si me mata. Contudo, a minha amiga chuva achou que eu não estava cansada e mole o suficiente e decidiu aparecer em força e tornar o dia mais macambúzio que sei lá. Quando saí da faculdade só me apetecia ir para casa, enfiar-me no sofá com uma manta e devorar lixo televisivo. Mas não, tinha uma aula de condução (cinco da tarde + chuva = trânsito), estão a ver o meu humor não estão? O que me salvou foi a ida ao cabeleireiro que me sabe sempre pela vida. Lembram-se do meu dilema com o cabelo? Pois é, está resolvido: um corte, mas um senhor corte. Nunca pensei cortar tanto o meu cabelo e melhor, gostar tanto do resultado, talvez depois o mostre por aqui.
Vou ali não fazer nada (como se pudesse), que estou a precisar.

6 comentários:

Marisa Cavaleiro disse...

Estou curiosa!

Plim disse...

Ehehe, que dia, força na recuperação das forças! =P
Eu a última vez que cortei o cabelo foram mais ou menos 5 dedos à vida, ficou acima dos ombros. Achei que tinha ficado muito giro com muitos caracóis, assim meio africano. Agora já não posso com ele, nem sei que lhe faça.

M. disse...

tão bom quando se corta e se gosta.. MESMO DE VALOR!

Rita disse...

Fiquei curiosa =D

anirataC disse...

e mostrar esse corte magnífico? hã? estamos curiosas deste lado :P

Tânia Gil disse...

Ahahah, amanhã ou depois eu mostro :)