05/02/2013

Dia cinco // Pergunta 11 - Acreditas em "tempos" num relacionamento?


Ora aqui está um assunto que dá pano para mangas. Eu não acredito em "tempos". Qual é o objectivo? É "espera aí que eu vou agora fingir que não tenho namorada(o) mas quando eu quiser estás aí sentadinha(o) à minha espera"? Not. Isso não dá para mim. Ou se está juntou ou não se está. "Tempos" só servem para dar atrasar um fim inevitável, porque às antigas questões podem juntar-se novos problemas decorrentes do tempo em que o casal esteve separado.
É claro que numa relação existem, naturalmente, problemas, discussões, desentendimentos e eu acho normal que por vezes as pessoas sintam que precisam de estar um bocadinho sozinhas, que precisam do seu espaço, para pôr a cabeça em ordem. Mas isso não é dar um "tempo", isso é lidar com um problema e aí a permanência do namoro não é posta em causa, coisa que acontece num "tempo" e que eu acho que não faz sentido nenhum. Depois há aquelas coisas "eu não te traí, nós tínhamos dado um tempo." Então mas calma, afinal "dar um tempo" é acabar, continuar a namorar, ou continuar a namorar mas fingir que não para se fazer o que quiser? Pronto, detesto essa coisa dos "tempos" e para mim não faz sentido nenhum.
E vocês, o que acham sobre isto?




4 comentários:

Aninhas disse...

Concordo!

Hibiscus disse...

Eu não concordo. Acho que às vezes um tempo faz bem, claro que não é para andar com outras pessoas nesses espaço de tempo mas é um tempo em que as pessoas se afastam um bocado para sentir falta, entenderem o que querem e o que sentem sem andar a "enganar" o parceiro que pode pensar que está tudo um mar de rosas e afinal não está. Na minha relação de 3 anos demos um tempo a meio foi muito bom para nós ajudou-nos a aproximar ainda mais depois mas são opiniões :)

Plim disse...

Loool, não gosto. Mas dá-me vontade de rir porque eu no meu primeiro namoro tipo daqueles de dar as mãos, uns beijinhos ee umas voltas à escola, pedi um tempo porque não sabia se queria estar come ele, foram três dias. Vi-mo-nos todos os dias, estavémos juntos todos os dias, só não houve beijos na boca, loool, opa posso-me rir só mais um bocadinho?! A coisa não se deu por muito mais tempo, mas foi engraçado!

Marga disse...

Eu concordo contigo. E para mim há uma diferença entre pedir um tempo da relação e um tempo que possamos precisar para nós. Há alturas em que precisamos de pôr as ideias em ordem e para isso afastar-nos da rotina de namorados, seja ela qual for. Isso não quer dizer que esteja em vias de acabar ou que é para brincar aos amiguinhos. É apenas um tempo para respirar e pensar sem nos sentirmos na obrigação de mandar mensagem ou dar a atenção toda ao parceiro.