17/02/2011


Cada vez te sinto mais longe e ainda assim não consigo deixar de gostar de ti. Gosto de ti, muito mesmo. Amo-te. Tento esquecer-te a todo o momento, ou pelo menos acho que sim. Se calhar sou eu que não sei lidar com isto, não sei fazer as coisas de forma a chegar a esse resultado, se calhar é isso. Mas eu tento esquecer-te, à minha maneira, da forma que consigo, eu tento e já pensei que estava realmente a consegui-lo, mas rapidamente percebi que não.
Tudo me leva a ti! Como é que esquecemos alguém quando esse alguém é a nossa vida?
Amo-te com tudo o que sou por que levaste contigo parte do meu coração e a parte que em mim restou sentirá, para sempre, a falta dela.
Mas as coisas têm que mudar. Estou cansada. Estou mesmo cansada de estar assim. De esgotar dias a pensar em ti e em tudo o que já fomos, de viver agarrada a lembranças, a coisas que não existem. Posso até não te esquecer, estou convicta de que isso não acontecerá rapidamente, sei que o meu coração vai palpitar a cada palavra tua, ao soar do teu nome e sempre que te vir, mas alguma coisa vai ter que mudar. Eu ainda não sei o quê, mas assim eu não consigo ficar mais. Não consigo mesmo.

1 comentário:

Lady C disse...

É ocupares a cabeça com aquilo que te diverte, é estares com os amigos, é saíres, é leres livros, ver filmes. Simplesmente fazer coisas para te manteres ocupada. E deixar o tempo passar, soa a cliché, mas é a verdade. Só o tempo nos cura os males de amor. Não há poções mágicas nem feitiços encantados, há o tempo. Só isso.