06/11/2010



A vida passa por nós. O vento bate-nos na cara e temos sede de mais. Mais emoção, mais momentos, mais pessoas, mais sorrisos, mais histórias, mais experiências, mais, mais, mais.
E quando achamos que temos tudo na mão, que o mundo e a vida nos pertencem, e perdemos alguma coisa, é como se nos tirassem o chão. Como se deixássemos de ter rumo. Como se o nosso destino se apagasse, se desfizesse em névoa cinzenta com sabor a vazio e a derrota e simplesmente desaparecesse. E aí deixamos de querer mais, de pedir mais. Deixamos de esperar mais porque temos medo de perder outra vez, mas a vida continua a correr, o vento continua a bater-nos na cara, nós é que já não sentimos.


2 comentários:

Lady C disse...

Muito bonito! Exactamente aquilo que passa pela minha cabeça agora...

Beijinhos*

Tânia Gil disse...

E na minha...enfim
Beijinhos*